11 de ago de 2010

Ganhar e perder

Winner loser

Pelo título parece que vou decorrer um artigo sobre como o esporte ajuda no desenvolvimento, principalmente das crianças, sobre o ganhar e perder… que o importe é competir. Mas não é nada disso, hehe. Vou falar de ganhar e perder condicionamento mesmo.

Tenho observado nesse ano um ganho mensurável do meu condicionamento físico, com uma melhora gradual dos meus tempos em todas as provas que disputei e devo isso a alguns fatores importantes:

  • um passado de vida dedicado ao esporte (natação desde 1 ano de idade até os 12 anos, participando de competições pelo estado e basquete dos 11 aos 17 anos vivendo dentro de uma quadra);
  • a inclusão do ciclismo e o retorno à natação – ou seja, realizando o chamado cross-training
  • a colocação de 2 treinos de qualidade na minha planilha, sendo na terça dia de pista de atletismo

Esse último fator é o que tem chamado mais a minha atenção. Todo mundo sempre me falou que para poder correr bem e rápido, o treino na pista é fundamental. E agora, após uns 2 meses indo na pista da UFES, percebo que é verdade. Correr na pista é diferente. Lá eu fico o tempo todo concentrado. Não perco tempo. E tenho uma ideia muito boa do meu ritmo e da distância que estou fazendo. Pena que aqui no estado não temos uma pista de verdade, mas isso é assunto pra um outro dia.

Tá bom, e a parte de perder? Bem, tem mais ou menos um mês que não tenho feito meus treinos bem cedo como de costume. Nessas últimas 3 a 4 semanas tenho corrido na parte da tarde ou mesmo no meio da manhã. E não tenho feito a parte de bike como antes. E isso tem diminuído meu condicionamento a olhos vistos. Hoje mesmo, quando voltei a correr de manhã, para manter um ritmo leve foi difícil para mim. Não no frequencimetro… esse indicava uma FC até muito boa, mas o corpo não estava respondendo como antes. E isso eu tenho percebido à alguns dias. Até ficar com a garganta irritada fiquei (provavelmente por uma virose, coisa que há tempos não tinha).

O corpo se acostuma com determinado ritmo, mesmo alterando a intensidade da atividade com frequência. E o meu estava acostumado com minhas sessões matutinas. Então é voltar a acordar cedo!!

2 comentários:

Felipe Vianna disse...

Treinar na pista é muito bom mesmo. Vc percebe q está evoluindo durante o próprio treino. Na parte do horário dos treinos eu sou o contrário de vc, rendo bem mais correndo a noite do que pela manhã.

Abraços,

Fabio e Luciana disse...

Bela matéria. Que venha a meia de vitória, o trajeto esse ano ficou otimo!

Abraços

Fabio