Ontem acordei cedo, tomei um banho, comi meu café da manhã normalmente e fui para a praia 6 e meia da manhã, para me encontrar com a Renata e com a Raquel para instruí-las sobre a atividade de domingo! O Zé já havia me dito que estaria trabalhando, e eu achei que a Tati não fosse mesmo!!

Passei a atividade para as duas, fiz algumas recomendações, e calmamente voltei para casa! Não tinha conseguido dormir pesadamente, mas estava descansado e me preparando mentalmente para a corrida!!

Cheguei em casa, recoloquei o número na camiseta (que eu sempre consigo colocar torto!), separei meus dois sachês de carboidrato, e fiquei conversando com a minha mãe, que também já estava se arrumando. Antes de sair, passei a vaselina e o protetor solar, coloquei o boné, um dinheiro que minha mãe pediu pra levar, falei rapidamente com a Flá, e saimos os dois!



Saindo de casa me achando!!!

Fomos caminhando até a local da largada, em frente a UFES, bem no começo da nova Ponte da Passagem! Muita gente correndo, se aquecendo, tirando foto, conversando... políticos pra cima e pra baixo...

Bem, eu comecei meu aquecimento como normalmente faço, sem nenhum problema. Ouvi a largada feminina, que aconteceu uns 5 minutos antes, e antes de me posicionar para a largada peguei dois copos d'agua e tomei um deles!! Olhei para cima e imaginei - O sol não vai dar tregua alguma hoje!!

Antes da largada fiquei revirando o meu plano de corrida: 3 km iniciais num ritmo mais forte, os outros 10 km de subidas, descidas e curvas e forma bem mais conservadora, e meus últimos 8 km faço uma aceleração progressiva, visto que o trecho vai ser plano, e se tudo der certo chego com 1 hora e 50 min sem problemas!!

Largada dada, em cima da ponte, já com a primeira subidinha, mas até aí nenhum problema. Viramos à direita em direção à Maruípe e eu mantive um bom ritmo. 1 km com 5 minutos, ótimo, é o ritmo que eu queria!! Mais uma vez à direita e pegamos a Rodovia Serafim Derenzi.. 2 km e quase 10 minutos... beleza, estou ótimo!! Chega o 3 km primeiro posto de hidratação, tomo uma água, 15 minutos... perfeito até então, vou diminuir o ritmo!

Começam as curvas, subidas e descidas, 4 km com um pouco mais de 21 minutos, ótimo reduzi o ritmo de forma legal e estou me sentindo ótimo!! 5 km dentro do que estabeleci... mas espera!! Começo a me sentir estranho... primeiro aquela dorzinha que todo corredor sente embaixo das costelas... pô!! Tem muito tempo que não sinto isso, pensei comigo! Sem problema... diminuo um pouco o ritmo e controlo a minha respiração... logo passa. E realmente passou, já estou no entre o 6 e 7 km, mas alguma coisa está errada! Não estou me sentindo nada bem! É uma sensação estranha, não é dor, não é cansaço muscular, mas algo não está me deixando correr no ritmo que gostaria!! Será o calor infernal? E continuam as subidas, descidas e curvas malditas de São Pedro!! Passo com um bom tempo no 8º e 9º quilômetros apesar de estar me sentindo muito mal!! Será que estou com hipoglicemia? Mas eu me alimentei bem antes de sair... bem, já é hora do meu sachê mesmo!! E pronto... passo o posto de hidratação, pego a água e tomo meu carboidrato!! Para que!! Quase vomito! Se já não estava me sentindo legal, agora é que eu acabei com tudo mesmo!!

Passo os 10 km com 55 minutos, por incrível que pareça! É um bom tempo para mim!! Mas estou muito muito mal, sinto que não vou conseguir correr todo o trajeto!! Olho pra cima e amaldiçou o Sol, querendo achar algum culpado pelo fato de estragar meus planos!! Mas não tem problema, penso: nem que eu engatinhe, mas eu termino esses 21 k!!! Ah se termino!!

Mas quebrei!! Tô quebrado!! Resolvo terminar os morros caminhando durante a subida, e correndo num ritmo bem mais lento quando na descida e no plano!! Tento, durante as caminhadas, manter um bom ritmo para não sentir as pernas doendo!! E assim eu sigo até o 13º e 14º quilômetros!! Ufa, acabou o sobe e desce, agora vai ser mais fácil!! Ledo engano!!

Começo a sentir dores no joelho e nas coxas, a musculatura está ficando travada!! A temperatura do asfalto parece que vai fazer o meu tênis derreter!! E não sou o único a me sentir assim!! Há tempos vejo muitas pessoas caminhando, depois correndo, reclamando do calor, tentando correr!! Os carros de ambulância não param de passar por nós... ouço que alguém está muito mal no Palácio do Café!! Caramba!! Ainda faltam uns 5 km para eu chegar no Palácio do Café!! Não... não posso me desanimar!! Vou terminar me arrastando!! Mas vou terminar!!

Já passei da Rodoviária, já estou no Centro... e todo mundo tenta achar o máximo de sombra possível!! Mas sombra quase às 10 horas da manhã, e ainda com aquele Sol de lascar?? Difícil!! Mais um posto de hidratação, penso que pelo menos isso não faltou!! E tomo um copo e jogo outro no rosto e na cabeça!! O calor está acabando comigo!! O mal estar começa a se tornar algo insuportável!! A única coisa que vem a mente é querer terminar logo esse martírio!! Que idéia de Jerico!!! Mas continuo em frente!!

Caminho nos postos de hidratação nesse momento e volto a correr bem lentamente entre os mesmos!! Já estou chegando no 18º, nem acredito!! Pego um copo e me refresco, mais a frente pego outros dois copos e sigo!! Penso... corro até o 19... caminho até o 20... e pronto, chego no 21 correndo!!! Que nada... meu joelho já não aquenta mais, minhas coxas entram em estado de contração sustentada (cãimbra mesmo!!) e começo a andar!! Surgem duas pessoas que do nada me pegam pelo braço e dizem... ah, desistir agora não!!! E continuo!! E elas me acompanham... mas sinto muito, vou terminar, mas não posso correr agora!! E lá se vão... também lentos, porém constantes!! Vejo a marca dos 20, tomo o último copo da água, respiro bem fundo, me preparo para meus últimos metros, e recomeço a correr!!

Falta menos de 500 metros e ouço meu irmão... "Vamos gordo!!" Eu olho e vejo ele tirando uma foto minha, faço um sinal, com o mínimo de esforço possível e continuo!! Vejo o pórtico à frente!! Um doido sai em disparada no meu lado direito... alguém comenta... esse aí cortou caminho e agora quer mostrar que corre.... eu não ligo, só vejo o relógio e o tapete!! Quero passar logo essa porcaria e acabar com esse sofrimento!!

Passo!! Ufa!! Vejo a Flá tirando uma foto minha!! Continuo andando... tenho que tirar o chip!! Quero tomar alguma coisa diferente de água quente!! Quero comer alguma coisa!! Preciso me alongar!! Como está minha mãe??


Não é o melhor dos tempos, mas que eu completei a bagaça, ah completei!!

Entrego o chip! Como uma maça! Tomo um refresco que não sei bem o que é!! Tomo mais água!! Dou um beijo na minha namorada!! Ela fala que está ali no sol há um tempo me esperando e achou que eu já tinha passado!! Tô destruido!! Tiro o tênis, tô feliz de ter acabado!! Vejo meu professor cruzando a linha (dá-lhe Morelato!), alongo!! Meus Deus!! Cadê a velha? Vejo pais pegando os filhos no colo e cruzando a linha, gente atravessando de maca, gente caindo ao cruzar, gente carregada por colegas.... e caramba, cadê a velha??



Medalhinha suada essa!!!


Agora dá até pra sorrir um pouco!!

Encontro com as duas pessoas caridosas que me deram aquela força no final, tiro uma foto com elas... mas  cadê minha mãe? Tinha previsto para ela chegar com 2 horas e 40... mas penso.. eu que queria chegar com 1 hora e 50... cheguei com 2 horas e 11 minutos quase morto, minha mãe vai demorar mais!! E nisso lá vem a coroa!! Naquele passinho tradicional... 2 horas 51 minutos!! HEHEHE!! A coroa é o bicho!!!




Minha ídola!! Meu exemplo!! Dá-lhe COROA!!

Falo com ela que vou ficar ali a esperando!! Vou pra sombra com a Flá, e lhe falo como foi a prova!! Ela fica orgulhosa por eu ter terminado a prova!! Eu também estou orgulhoso!! De mim e da minha mãe!! Não foi uma prova fácil!! E o tempo não ajudou!!

Minha mãe chega, tomamos uma água de coco e vamos em direção ao meu irmão, minha cunhada, minha vó e a Renata, que tinha levado a Flá e a velha mor (minha vovó!!)! Ah, e o Bel, que é o cachorro da minha cunhada!!


Dever comprido!!

Bem, cheguei em casa, dois sacos de gelo na banheira, 15 minutos de pernas congeladas, um puta almoço, e água o dia inteiro!!

Termino o domingo vendo um bom filme com minha namorada, e pensando... COMO EU VOU ME SAIR NA PROVA DO ANO QUE VEM????


OBS - tirando a primeira foto, todas as outras foram cliques que a minha linda namorada fez!! Brigadão Flá!! Te amo!! (agora só falta você correr com a gente!!!)

4 comentários:

Fabio e Luciana disse...

E ai leo, tudo que vc, falou foi realidade, começei a prova com 6m por KM, fui desta forma aproximadamente até o KM 18, quando cheguei no 18 amigo, este tempo passou para 9m por Km, fechei a prova em 2hs e 28 minutos, como vc diz em seu texto só com muita garra, para romper os 21. Mas a prova foi muito dificil.
Espero que vc esteje animado para enfrentar os 9Km da Faesa.

Abraço, Boa recuperação.

Fabio www.luzesmarcos.blogspot.com

railer disse...

parabéns, cara! ainda quero fazer a minha meia maratona, mas vai ficar pro ano que vem!

JW disse...

É isso aí colega. Sentí as mesmas coisas estranhas que você. Só um pouco mais velho do que você, tenho 46 anos, e fiz em 2h17min. A minha meta tamnbém era de 1h50min!!!
Tenhp mandado esta mensagem para alguns sites por aí:

Participei da II meia maratona de Vitória, e gostaria de dar a minha opinião como atleta amador:
Acho que esta prova nunca será muito popular, como por exemplo a do Rio onde muitas pessoas participam para curtir a festa popular que é uma meia maratona, pois o percurso é muito acidentado, com ladeiras muito íngremes para que pessoas não profissionais participem. Já participei de algumas meias por aí e nunca ví tanta gente caminhando, se arrastando na pista, arrasados pelas ladeiras dos primeiros 12 Km. Sem falar que este trecho acidentado é muito feio para o padrão de uma meia maratona que queira ter destaque nacional. Vitória é tão bonita e possui tantos lugares belos para se percorrer numa meia maratona....

Adilson disse...

Olá muito legal seu blog, conhecí através do Mundo das Corridas do Luís, tb gosto de correr corridas de rua e achei muito interessante sua descrição da corrida.